Quero aprender contigo!

posted in: Destaque, Photos, Texto | 0

Muito se tem escrito por aí sobre empresas que fecham, serviços que acabam, trabalhadores que perdem os seus empregos e situações difíceis que muitas famílias atravessam.

Gente que vive insegurança e medo do futuro que ninguém conhece e que agora admitem que afinal é incerto, como sempre foi, mas que se vendeu que poderia ser controlado por um sistema perfeito baseado numa teia gigante de contactos e relações, de poderes instalados, de distrações, de tudo e mais um pouco que mexe no coração das gentes e das populações.

Muito se tem falado sobre os problemas e a desigualdade, sempre presentes na história da Humanidade, mas que hoje, talvez fruto da globalização da informação, parece estar em todo o lado, quando antigamente não se sabia, e coração que não vê nem sente não sofre agonia, mas hoje todos podemos ver com maior ou menor distorção o que está a acontecer, e hoje o Mundo parece mais assustador do que talvez realmente possa ser.

Muito se tem feito para criar a vontade de mudar o que não está bem e seguir em frente com o que se tem, desde logo à mão e perto de nós o poder da nossa voz, e por isso hoje homenageio todos os que servem de exemplo aos outros, pela atitude e pela ousadia e porque é importante assumir a coragem de poder falhar para depois se poder vingar.

Assim é a vida que conheço, em que me ensinaram a tentar, porque é preciso cair e tropeçar para se saber andar, e as quedas da bicicleta ajudam a equilibrar e a pedalar com mais confiança até um dia conseguir guiar sem uma das mãos, e assim poder agarrar alguém que levo comigo aos trambolhões, e juntos em amizade, amor, parceria ou formal cooperação, continuar estrada fora a conhecer Mundo até que a destreza atingida, permita guiar sem condução e de braços abertos ser levado pelo vento da esperança, da bonança, em abraços e sorrisos, numa aventura que dura, dura, e dura.

Hoje aplaudo todos os que têm ideias positivas, que se recusam a ser consumidos e se erguem em pontas dos pés para ver outras perspetivas.

Pessoas simples da vida, homens, mulheres e até crianças em pose de crescidos, empreendedores, chefes de família, mães-galinhas, sonhadores, bloguistas, empresários, mecânicos e professores. Gente com visão, alguns sem cursos ou formação, que não se conformam quando não estão bem e que usam a dádiva da imaginação para congeminar novos sonhos e aspirações.

Alguns sabem quem são, que os admiro e podem agora estar a sorrir, outros talvez não, e haverá tantos outros que não conheço ainda, mas a quem um dia terei a oportunidade de apertar a mão.

Obrigado a todos pela lição de vida, por mostrarem que há outro lado na história do aparente fatalismo, que há uma alternativa ao medo e que se chama otimismo, e que sempre que alguma coisa termina outra pode logo ali começar, em ideias, em planos, em vontade de continuar.

Sou admirador confesso de tudo o que traz boa energia, do que me alegra o dia e do que me faz estar em paz, equilíbrio e harmonia e sou eu que decido sempre com o que me vou importar.

Aos que se perdem ainda nos meandros da desilusão digo apenas que procurem outra frequência e vibração, que por todo o lado há gente a fazer diferente pronta a ser exemplo para quem precisa primeiro ver e só depois faz acontecer, porque tudo está sempre a evoluir, assim nasceu o Universo, a Terra, o ser humano, e o que conseguimos ao longo da história construir.

Sou um pai como tantos, que se assume herói no mundo dos filhos, e de capa voadora defendo que se passe esperança aos mais novos, aos que olham para nós como referência e exemplo de sabedoria, que nos enchem de perguntas todo o dia, e no convívio familiar, nos momentos de lazer ou refeição, saber falar do que é bonito, do que traz alegria ao coração, das coisas boas que se fazem por aí e elevam a moral e dão inspiração.

Educar é uma tarefa exigente mas que todos podemos ultrapassar e se há pessoas que dão alegria e cor à nossa vida, então ensinemos os nossos filhos a pintar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *