Hoje acordei com vontade de ser criança

posted in: Destaque, Texto, Uncategorized | 0

Hoje acordei com vontade de ser criança! Sem horário e sem medo de me atrasar, abrir os olhos e sentir que continuo a sonhar, com um mundo só meu de brincadeira, que parece não ter fim nas tontices e asneira, onde todos somos felizes à nossa maneira, e os amigos de quem tanto gosto me fazem rir até doer a barriga, e continuam até que eu já não consiga, e no fim me deixam ali estar… ainda a rir, ainda a sonhar.

É na natureza – onde sei que sou livre, onde posso correr, saltar e até voar, onde tantas vezes caio sem verdadeiramente me aleijar, e a imaginação sem fim está sempre a magicar – que eu gosto mesmo de brincar.

A roupa suja não tem importância, são as marcas da infância, e o cabelo despenteado vive solto sem estar amarrado. A relva verde e fresquinha parece boa para comer, sem pratos, talheres ou toalha a condizer, e o bicho papão não existe quando o vou procurar, atrás dos arbustos, escondido, onde ele poderia estar.

Ali só vejo pequenos amigos, atarefados na sua vidinha, sem se importarem comigo, com o João ou com a Clarinha. Às vezes gosto de os observar, espiar e até seguir, ver o que fazem, onde vão e saber para onde levam o pequeno pedaço de pão… A Maria grita muito alto como se lhe estivessem a bater, é uma tonta, e assusta os pássaros que queriam adormecer.

Os adultos estão na sesta e outros a marinar, mas eu e os meus amigos estamos prontos para atacar. Golpeamos o ar em pinos perfeitos, uns mais tortos porque nem todos têm jeito, mas o que conta é a intenção e até a Diana já rebola no chão.

A mãe não vê porque está a conversar, e o André foi buscar água ao repuxo para se poder lavar. Fica pior, parece um borrão, quanto mais eu esfrego mais suja fica a minha mão, e a Diana começa a chorar… mas não dura mais que um segundo porque está lá o Rafael, que é o seu irmão, que a abraça e aconchega o coração.

A amizade é bonita e merece ser partilhada, não estar guardada dentro de nós e ser solta para crescer e ter voz, inundar o ar à nossa volta e chegar a toda a gente, homens, mulheres, crianças, sem deixar ninguém indiferente.

Com ela vem o respeito, o amor-próprio e a liberdade, saber até onde se pode ir e não forçar ninguém contra a vontade, dar a mão e ajudar quem precisa, porque as lutas são de brincadeira e quando acabam ninguém mais valoriza.

Hoje acordei com vontade de ser criança e de saber que não existe fome, guerra e violência, porque os adultos se uniram e acabaram com essa crueldade, são agora mais justos e unidos e todos juntos denominam-se Humanidade.

A Terra onde vivo é a mesma onde sonho e a cada noite uma criança anseia o novo dia, pela esperança de brincar e crescer com alegria, com amor por tudo o que existe e vive ao nosso lado, ela merece a minha entrega, dedicação, o meu legado.

Que a inspiração nos ajude e a sabedoria nos dê alento, porque as crianças são o melhor do Mundo e não merecem tormento, que a nossa consciência possa evoluir para podermos fazer sempre melhor, pelo que já fui e ainda sou, pelo que me lembro e não mudou, quero ser criança eternamente, hoje e até sempre…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *